Projeto "Mil Escolas"

 

Empresa
A Águas do Douro e Paiva, SA (AdDP), empresa do grupo Águas de Portugal, é concessionária do Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água à Área Sul do Grande Porto e Vale do Sousa. Tem como missão conceber, construir e gerir o sistema de captação, tratamento e adução de água em alta, garantindo, atualmente, aos 20 municípios aderentes e acionistas o fornecimento das quantidades necessárias de um produto de qualidade, através de processos de produção eficientes e respeitadores dos valores sociais e ambientais mais elevados. Assume, deste modo, uma postura de empresa socialmente responsável e promotora do desenvolvimento/crescimento sustentável.

Envolvimento
Estando a atividade da AdDP relacionada com um recurso essencial e ao mesmo tempo tão escasso - a água, a empresa desenvolveu um projeto com vista à sensibilização da população escolar para a preservação e proteção dos recursos hídricos.

 

A AdDP acredita que a abordagem de questões relacionadas com educação ambiental e o desenvolvimento sustentável devem assumir um caráter de continuidade no tempo e não se limitar a ações esporádicas e isoladas que não atingem os objetivos a que se propõem. Neste sentido, contou com a colaboração da BioRumo para a criação, desenvolvimento e implementação, no ano letivo de 2004/2005, de um Programa (piloto) Integrado de Educação Ambiental (PIEA) denominado A Água e os Nossos Rios – Projeto “Mil Escolas”, dirigido às escolas do 1.º ciclo do Ensino Básico. Nos anos letivos seguintes e até 2015, o Programa foi reeditado, abrangendo um maior número de escolas e alargando o público-alvo ao 2.º ciclo do Ensino Básico. As atividades propostas integram a preocupação de contextualização com a realidade regional para que os alunos assumam a problemática real da água e caracterizam-se pela sua integração relativamente aos conteúdos curriculares.

Objetivos

Os principais objetivos do Projeto “Mil Escolas” traduzem-se em:

·   Reforçar as competências pedagógicas e científicas dos professores;

·   Motivar para novas práticas educativas no sentido da sustentabilidade local e da educação para a            cidadania;

·   Sensibilizar e responsabilizar, individual e coletivamente, a comunidade educativa para a adoção de comportamentos pró ambientais;

·   Promover a participação efetiva da comunidade escolar na gestão e valorização da água e das zonas ribeirinhas;

·   Apoiar tecnicamente alunos e professores na criação e desenvolvimento de projetos próprios;

·   Desenvolver processos participativos e coletivos, estimulando a dinâmica de grupo, o espírito de equipa e a participação ativa dos alunos e dos professores na preparação, implementação, monitorização e avaliação contínua do Programa.


Atividades
As escolas da área de intervenção da AdDP foram convidadas a apresentar projetos subordinados à temática da gestão e valorização da água e das zonas ribeirinhas, que gostariam de ver desenvolvidos na sua região, mas para os quais não dispõem dos recursos técnicos e financeiros. O desenvolvimento do Programa é sujeito a uma constante monitorização das atividades que permite um eficaz acompanhamento de todas as suas fases e um balanço final sobre o sucesso do mesmo.

 

No âmbito deste PIEA são criados diferentes materiais de apoio aos alunos e professores das escolas vencedoras do concurso, integralmente originais e personalizados (agendas para os professores, livros de histórias e guias de campo para os alunos, kits de sementeiras, de observação da natureza e aquários de água doce, entre outros). Além disso, ações de caráter lúdico-pedagógico realizam-se nas escolas vencedoras. Pretende-se que a implementação deste Programa se traduza na intervenção das escolas junto dos ecossistemas ribeirinhos da sua região e que potencie o contacto dos alunos e professores com o ambiente natural que os rodeia, alertando-os para as suas fragilidades, ameaças e potencialidades. Deste modo, realizam-se saídas de campo com as escolas selecionadas onde são determinados os parâmetros físico-químicos da água e identificados elementos da fauna e flora locais, em parceria com o Projeto Rios numa partilha de ferramentas e saberes, promovendo-se a troca de instrumentos na descoberta dos ecossistemas ribeirinhos.

 

Em 2010, foi, ainda, criada uma ação de formação acreditada pelo Conselho Científico Pedagógico da Formação Contínua, com a duração de 50 horas, destinada aos professores das escolas selecionadas, de modo a dotá-los de ferramentas que os convertam em educadores especializados. Dado o seu sucesso, a continuidade deste ciclo de formação nos anos letivos seguintes foi devidamente assegurada. De realçar que este tipo formação dirigida a professores, no âmbito da temática água e dos ecossistemas ribeirinhos, foi desenvolvida pela primeira vez a nível nacional, tendo sido especialmente concebida para o Programa em causa, coordenada por um técnico da BioRumo com formação superior em ambiente e experiência comprovada e credibilizada em educação ambiental.

 

Algumas das escolas participantes no Programa incluem no seu planeamento de atividades a realização de ações de sensibilização à população envolvente, nomeadamente desfiles, deslocações a outros estabelecimentos de ensino e saídas porta-a-porta. Com o objetivo de divulgar os resultados à sociedade civil adjacente às escolas, estas organizam palestras abertas à comunidade escolar e local. Nestes eventos, é possível reunir alunos, professores, encarregados de educação e entidades locais. No âmbito do PIEA, foi desenvolvido um boletim informativo onde são reportadas as atividades desenvolvidas pelas escolas. Estes boletins são distribuídos e disponibilizados online a todas as escolas envolvidas, procurando fomentar a interação e troca de experiências entre elas.

 

Paralelamente, o portal www.aguaonline.net, criado em outubro de 2008, com o apoio da BioRumo, pretende contribuir com informação atualizada, mais específica e seletiva acerca das temáticas da Água, do Ambiente e da Educação Ambiental, nomeadamente as atividades do Projeto “Mil Escolas”.

Resultados
O Projeto Integrado de Educação Ambiental - A Água e os Nossos Rios – Projeto “Mil Escolas”, da AdDP, foi reconhecido, em 2009, pela segunda vez consecutiva, com o 1.º lugar na temática de “Melhores Ações de Educação Ambiental”. Este prémio é atribuído pela Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA). No ENEG 2009, aquela entidade conferiu também o 3.º lugar na categoria de “Melhor Sítio na Internet” a nível nacional ao portal www.aguaonline.net, no Encontro Nacional de Entidades Gestoras de Água e Saneamento. Até à data, o portal ultrapassou os 797 000 visitantes.

 


home