projetos de Educação Ambiental

 


A BioRumo atua com as empresas no sentido de promover as suas melhores práticas e os seus valores de proteção do ambiente, da biodiversidade, do combate às alterações climáticas e da promoção de estilos de vida saudáveis e padrões de consumo responsáveis. O objetivo é o de reforçar o papel das famílias, da escola e dos outros agentes de socialização no desenvolvimento de uma sociedade de consumidores e cidadãos conscientes dos seus papéis e ativos na sua promoção.

projetos em destaque Educação Ambiental

Educar Para Uma Economia Circular

A Resíduos do Nordeste desenvolveu, em parceria com a BioRumo, o projeto “Educar Para Uma Economia Circular”, promovendo a sensibilização para a boas-práticas no âmbito, da reutilização, compostagem, redução de embalagens, redução do desperdício alimentar, redução da perigosidade de resíduos e reciclagem.

Este projeto tem como promotor a CIM-TTM – Comunidade Intermunicipal de Terras de Trás-os-Montes, e abrange 9 municípios: Vila Flor, Alfândega da Fé, Mirandela, Vinhais, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Vimioso, Miranda do Douro e Mogadouro – representados pela empresa Resíduos do Norte.

O projeto tem como público-alvo: a população em geral, indústria, serviços, comércio, canal HORECA, agricultores e associações agrícolas, juntas de freguesia, instituições públicas e privadas, comércio alimentar (cadeias de distribuição).

 

ler + >

OMAR - Observatório Marinho de Esposende

A Câmara Municipal de Esposende está a dinamizar, junto dos alunos do 1º e 2º ciclo e público em geral da sua área de abrangência, uma Campanha de Sensibilização Ambiental, denominada Biodiversidade Marinha, que promove a preservação e conservação dos habitats marinhos, em parceria com a BioRumo.

O projeto engloba atividdes lúdico-pedagógicas, nomeadamente:

-Ateliers/Oficinas (lúdico-pedagógicas - expressão plástica, dramática e biodiversidade marinha)

- Oficinas de escrita criativa e de ilustração
- Produção de um livro
- Peça de teatro
- Exposição " se o lixo falasse“
- Animação de Rua
- Jogo didático de chão

 

ler + >

Serviço de distribuição de contentores de recolha seletiva e ações de sensibilização ambiental

O projeto de "Serviço de distribuição de contentores de recolha seletiva e ações de sensibilização ambiental", tem como público alvo os moradores de bairros com vivendas na zona do Seixal e Almada.

O promotor do projeto é a AMARSUL - Valorização E Tratamento De Residuos Solidos, S.A, empresa responsável pela gestão, tratamento e valorização de resíduos sólidos urbanos da Margem Sul do Tejo, que em parceria com a BioRumo, concebeu uma estratégia de sensibilização porta a porta, sobre a importância da separação seletiva de resíduos sólidos urbanos, através da entrega de contentores.

O projeto iniciou a Outubro de 2017 e o seu término está prevIsto para Dezembro de 2018.

ler + >

Apresentação Pública da Campanha de Sensibilização "Educar Para Uma Economia Circular"

A Empresa Intermunicipal Resíduos do Nordeste (RN) apresentou, esta terça-feira, em Bragança, novos projetos para aumentar a recolha seletiva nos 13 concelhos da sua área de intervenção em Trás-os-Montes.

Em marcha está a Campanha de Sensibilização Ambiental "Educar para a Economia Circular", que implica um investimento total de cerca de 167 mil euros, financiada em 85% pelo PO-SEUR. A publicitação e promoção de hábitos mais amigos do ambiente é uma das vertentes contempladas.

"Vão ser instalados cerca de 300 novos ecopontos no território da Resíduos do Nordeste, apostar em veículos que usam combustíveis mais limpos para transmitir aos cidadãos que é preciso enveredar pelo processo da reciclagem e da separação do lixo para atingir metas ambiciosas", explicou o presidente do Conselho de Administração da Resíduos do Nordeste, Hernâni Dias, também autarca de Bragança.

Os cidadãos vão ser contactados por correio ou email para aderirem à campanha e receber um compostor doméstico. Há 700 para distribuir. Vai ser ainda criado um compostor comunitário e uma aposta reforçada na promoção de hábitos ambientais, como o uso de copos reutilizáveis nas festas e eventos, evitando o copo de plástico que é muito poluidor, bem como a implementação de diversas ações de educação e sensibilização, com especial enfoque nos primeiros patamares da pirâmide de resíduos (prevenção, reutilização e reciclagem), no meio rural e urbano.

O diretor-geral da Resíduos do Nordeste, Paulo Praça, disse que estas ações podem servir "para estimular mais as pessoas" para um crescimento mais rápido da recolha seletiva na região. No ano passado apenas 4 mil toneladas de resíduos eram provenientes da recolha seletiva feita pelos habitantes num total de 55 toneladas/ano recolhidas pela empresa, o equivalente de 20 quilos por habitante, mas a meta é chegar, pelo menos, até aos 30 quilos. A empresa já consegue desviar do aterro 55% do lixo produzido na região, o que permite alargar o tempo de vida do aterro sanitário da Terra Quente em mais cinco anos, quando estava previsto que o limite de duração era até 2017.

A empresa vai construir um novo centro de triagem, no valor de dois milhões de euros e vão também ser adquiridas novas viaturas movidas a gás natural ou a eletricidade, e direcionar projetos para a recolha seletiva porta-a-porta dos estabelecimentos comerciais. No total serão investidos quatro milhões de euros.

 

Fonte: Jornal de Notícias

ler + >

Resíduos do Nordeste - "Educar para uma Economia Circular"

A Resíduos do Nordeste, empresa intermunicipal de gestão de resíduos, apresentou em julho o seu mais recente projecto que conjuga as vertentes da Educação Ambiental com as da Economia Circular, fazendo uso da experiência acumulada desta entidade no âmbito da gestão de resíduos. 

 

A campanha resulta de candidaturas apresentadas ao PO-SEUR, aprovadas com um valor de investimento total de 167.745,53€, e uma taxa de cofinanciamento de 85%. Tem como objetivo principal a implementação de ações de educação e sensibilização focadas no topo da hierarquia de gestão de resíduos: prevenção e redução, e preparação para a reutilização e reciclagem. Os fluxos prioritários serão os resíduos orgânicos e as embalagens, em linha com dois dos setores principais do Plano de Ação de Economia Circular da UE.

 

A Resíduos do Nordeste propõem-se dar a conhecer a existência de práticas circulares no modelo de gestão de resíduos, através do envolvimento de diversos setores, Economia, Biodiversidade e Pessoas. As ações terão assim multiplas vertentes, desde as questões mais técnicas dirigidas aos serviços, comércio, agricultores e outras instituições, até à informação e sensibilização junto da população geral.

 

Para mais informações, consulte:

Fonte: http://eco.nomia.pt

ler + >

home