Política de Combate à Discriminação

 


Discriminação


A BioRumo não possui, apoia ou coaduna com qualquer política de discriminação na contratação, remuneração, acesso à formação, promoções, término do contrato ou reforma. A discriminação não é admitida pela BioRumo, sob qualquer forma ou pretexto, nomeadamente com base na raça, nacionalidade ou origem social, casta, condição de nascimento, religião, deficiência, género, orientação sexual, responsabilidades familiares, estado civil, pertença a sindicato, opiniões políticas, idade ou qualquer outra característica pessoal ou coletiva.


A BioRumo reconhece e não interfere no direito dos seus colaboradores a observar princípios pessoais ou religiosos e provém a todas as necessidades que derivem de qualquer fator de discriminação. A empresa não permite qualquer tipo de comportamento que constitua um comportamento ameaçador, coercivo, de assédio sexual ou de exploração que possa ser consubstanciado em gestos, linguagem ou contacto físico abusivo. Esta disposição aplica-se ao local de trabalho e, quando aplicável, a locais de habitação disponibilizados pela BioRumo para os seus funcionários.


Práticas passivas de discriminação


A BioRumo não admite que uma situação patente de discriminação seja mantida só porque já existia anteriormente.


Política de remuneração equitativa


A BioRumo assegura que a política de remuneração tem apenas por base a qualificação e a quantidade de trabalho realizado.


Dependentes


A empresa não exerce qualquer tipo de discriminação em relação a colaboradores com dependentes a seu cargo. Sob nenhuma circunstância a BioRumo força ou forçará a tomada de testes de virgindade ou de gravidez.


 


home